Buscar
  • Ello Viagens &Intercâmbio

FERNANDO DE NORONHA: DESBRAVE ESSE PARAÍSO BRASILEIRO

Existem lugares que surpreendem até mesmo quem já vai com muita expectativa. Fernando de Noronha é um desses destinos. E surpreende por conta das incontáveis praias espetaculares (e você vai concordar que praia bonita não falta no Brasil, país com mais de 7 mil km de litoral). Mas Noronha é “diferenciada”. E é isso que a torna tão especial. Localizada no meio do Atlântico, o arquipélago de Fernando de Noronha está a aproximadamente 350 km da costa brasileira e conta com 21 ilhas – a maior delas leva o nome do arquipélago. Essa distância torna ainda mais exclusivo este destino, considerado um dos mais caros do Brasil e, atualmente, queridinho dos famosos. O inesquecível pôr do sol, o balé dos golfinhos e o vai e vem das tartarugas e arraias são cenas corriqueiras por lá, e impossíveis de esquecer facilmente.  

Fernando de Noronha não deve ser um destino totalmente desconhecido para você. Ainda que não tenha ido, já deve ter lido ou visto algo a respeito e sabe, por exemplo, que a Praia do Sancho é incrivelmente perfeita e que merece sua visita. Ela foi eleita, pela quarta vez, a melhor praia do planeta pelos usuários do TripAdvisor (ranking divulgado em fevereiro deste ano). 

Essa praia, junto com a Baía dos Porcos, formam a dupla perfeita, mas Noronha vai muito além disso. Uma viagem completa para este arquipélago requer, ao menos, quatro dias na ilha. Entretanto, vale ressaltar que Noronha não é um destino barato – os hotéis, mesmo os mais simples, têm preços salgados, os restaurantes e passeios também, mas vale a pena. E somado a isso ainda tem a taxa de preservação. Tudo isso se torna secundário diante da beleza deste lugar.

Noronha merece ser contemplada devagar, como se degusta um vinho. Sem pressa, sentindo todos os aromas. E para isso não deixe de observar este arquipélago de dentro d’água. Um passeio de barco é imprescindível para se ter real noção de quão abençoado é este lugar. Por dia vários tours saem do píer principal, mas é recomendável agendar com antecedência o passeio. Se você for mergulhar de cilindro o tour precisa ser agendado com 24h de antecedência.




coloque na sua lista de “o que fazer” um passeio de prancha submarina e um mergulho livre (com máscara e snorkel) na Baía do Sueste para ver tartarugas e pequenos tubarões. Se você preferir o mergulho de cilindro, há vários pontos indicados para este tipo de atividade, mas a decisão final de onde mergulhar acaba sendo da operadora, que decide no dia, de acordo com os ventos e maré, onde ir. Independente da escolha, vá e aproveite, a sensação é incrível. No roteiro das praias, além das já conhecidas Sancho e Baía dos Porcos, não deixe de visitar a Praia do Leão e a central Conceição, além da Sueste. As empresas de turismo oferecem este passeio pelas praias, mas há quem prefira alugar um buggy e ter autonomia de escolher quais visitar. Outras opções para explorar as praias mais distantes são alugando uma bicicleta (é preciso disposição) ou agendando táxis.


Trilhas e mais trilhas

Em um roteiro por Fernando de Noronha reserve um dia para explorar as praias, outro para passear de barco e mais um ou dois dias de caminhada. E se prepare, porque há muitas trilhas. E se você gosta de caminhar, aqui vai nossa primeira dica. Assim que desembarcar no arquipélago corra para a sede do ICMBio, que fica ao lado do Projeto Tamar, e agende as suas trilhas – o acesso é controlado e dependendo da época do ano pode não haver vagas. São várias trilhas, com diferentes níveis e algumas com necessidade (ou não) de guias autorizados. Portanto, pesquise qual trilha vai querer fazer. A mais buscada é a trilha do Atalaia, que pode ser feita com guia (a trilha mais longa) ou sem (a trilha mais curta). E isso pode variar de acordo com a maré. A trilha completa passa por três piscinas naturais e é recomendável levar consigo água e algo para comer, além de máscara e snorkel. Uma alternativa para quem não quer encarar a Trilha do Atalaia é desbravar a Trilha dos Abreus. Essa trilha é mais contemplativa e termina em um conjunto de piscinas naturais. Essa também precisa ser agendada, mas não é necessário guia e costuma ser menos disputada. Outras trilhas mais comerciais também podem ser feitas, como a Trilha Costa dos Mirantes, passando pelo mirante dos golfinhos e pelo mirante Dois Irmãos até a descida ao Sancho.




Taxa Ambiental

Paga-se uma taxa única no ICMBio de R$ 97,00 pelo acesso, durante 10 dias, às praias do Parque Nacional Marinho (Sancho, Baía dos Porcos, Sueste, Leão, Atalaia e trilhas agendadas). É preciso também pagar uma taxa de preservação ambiental por dia de permanência: 1 dia custa R$ 70,66. Essas taxas podem ser pagar no site do ICMBio e de Fernando de Noronha.

2 visualizações

(32) 3512-6736  / (32) 99986-2947

Shopping Bom Pastor - Loja 29 - 2º andar

Av. Barão do Rio Branco, 3925 - Bom Pastor - Juiz de Fora - MG